• RECEBA NOSSOS INFORMES
  • 25 de junho de 2017

Revista do Idec

Independente e sem publicidade, com matérias exclusivas para associados e assinantes

Revista nº174 - Março 2013
anterior próxima
Pesquisa

Pouco cacau

IMAGEM DE DESTAQUE Pesquisa do Idec revela: a maioria dos chocolates nacionais tem baixo teor desse fruto

A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Graças a tradições que não abordaremos aqui, a comemoração dessa data é feita de diversas formas, inclusive, com ovos de chocolate. Por isso, caro leitor, neste mês, provavelmente, chegará até você algum conteúdo jornalístico citando “milagres” envolvendo esse doce, como, por exemplo, que ele faz bem à saúde. Informações como essas são endossadas por estudos de renomadas (e nem tão renomadas) universidades do mundo, segundo as quais o chocolate contém substâncias que deixam as pessoas mais felizes – pois estimulam o cérebro a produzir mais serotonina, molécula que age na comunicação de neurônios e está relacionada à sensação de bem-estar – e diminuem a pressão arterial.

No entanto, recomendamos que, antes de se entusiasmar, você se informe sobre as características do chocolate que costuma consumir ou que pretende comprar nesta Páscoa. Esses benefícios à saúde são promovidos pelo cacau, mas, quase sempre, esse ingrediente é minoritário. Para ser chamado de chocolate, o produto deve ter, no mínimo, 25% de “sólidos totais de cacau”, de acordo com a Resolução no 264/2005, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O chocolate é elaborado, portanto, com derivados do cacau, e não com o cacau in natura. São dois os derivados principais: a massa (ou liquor) e a manteiga. “A massa é feita com as sementes do fruto, depois de terem sido fermentadas, secas, limpas, torradas, descascadas, moídas e refinadas. Quando essa massa é prensada, surgem a manteiga e o pó de cacau”, explica Pedro Pio Campregher Augusto, pesquisador na área de chocolates do Instituto de Tecnologia de Alimentos – órgão do governo do estado de São Paulo. Para saber quanto de massa e/ ou manteiga de cacau há em nossos chocolates, o Idec comparou chocolates ao leite, meio amargo e amargo das 11 marcas mais comercializadas no Brasil: Arcor, Brasil Cacau, Cacau Show, Garoto, Hershey’s, Kopenhagen, Lacta e Nestlé. Também foram avaliados chocolates de três grandes redes de supermercado: Carrefour, Dia e Qualitá (marca do Grupo Pão de Açúcar).

Outras matérias dessa edição

Revista nº174 - Março 2013

Outras matérias dessa edição

Todas edições da revista

Selecione o ano:

Eu apoio o Idec

Junte-se à luta pelos direitos dos consumidores. O Idec é feito por pessoas como você!

A Revista do Idec, além de ter um conteúdo que informa com qualidade e trata de temas de interesse público, é um canal para denúncias de práticas abusivas e um espaço para consultas do consumidor.

Beatriz Couto - Gestora ambiental

Associados já recebem a revista. Pessoas Jurídicas podem fazer assinatura. Assine agora!

  • Enquetes

    Alimentos

    Você é a favor de manter o símbolo "T" no rótulo para identificar o uso de transgênicos?

RECEBA NOSSOS INFORMES
SIGA O
Linked.in RSS Twitter Facebook