• RECEBA NOSSOS INFORMES
  • 30 de junho de 2016

Especial

Todo conteúdo relevante para você reunido num só lugar

Sobre

As experiências diárias dos consumidores mostram que o setor de planos de saúde é bastante problemático e, reiteradamente, causa transtornos nos momentos em que o usuário mais precisa. São negativas de atendimento, demora ou recusas de liberação de exame ou cirurgia, reajustes abusivos, descredenciamentos de profissionais de saúde, hospitais e laboratórios, só para ficar em alguns exemplos.

Esses problemas têm como pano de fundo a má atuação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que tem o papel de regular o setor mas o faz de forma ineficiente, deixando de lado os planos de saúde coletivos e os antigos (contratados antes de janeiro de 1999). Diante de um quadro em que milhares de brasileiros, diariamente, ficam sem assistência adequada, o Idec preparou um guia para ajudar o consumidor a conhecer os seus direitos e a lutar para a sua efetivação.
PERGUNTAS E RESPOSTAS
O Idec elaborou um tira-dúvidas com 46 perguntas e respostas sobre os principais problemas dos usuários de planos de saúde.
PLANOS ANTIGOS
Os planos antigos são ignorados pela ANS e estão repletos de cláusulas e práticas abusivas, já rechaçadas pelo Poder Judiciário.
PLANOS NOVOS
Planos contratados de acordo com a Lei de Planos de Saúde, promulgada em 1998, também lesam consumidores. Saiba mais.
PLANOS COLETIVOS
Reajustes e rescisões unilaterais são alguns exemplos dos problemas que ocorrem nos planos coletivos, sobre os quais a ANS não atua.
  • Revista

    Tome crédito!

    Bancos e financeiras oferecem "dinheiro fácil", sem avaliar capacidade de pagamento, e expöem consumidor a alto risco de se atolar em dívidas

  • Enquetes

    Financeiro

    Você já conseguiu renegociar uma dívida?

RECEBA NOSSOS INFORMES
SIGA O
Linked.in RSS Twitter Facebook