• RECEBA NOSSOS INFORMES
  • 24 de abril de 2017

Artigos

A opinião dos nossos especialistas sobre os assuntos que importam para você

Filtrar conteúdo por tema:

tamanho do texto -A +A normal

Dia Mundial da Saúde: bem-estar, SUS e política social

07 Abr 2017 - Por Ana Carolina Navarrete, advogada e pesquisadora em saúde do Idec

Não é à toa que a Constituição estabelece que saúde é “direito de todos e dever do Estado” garantido por meio de políticas econômicas e sociais. Não se faz saúde de qualidade sem financiamento adequado e preservação das políticas de proteção social

 
Criada em 7 de abril de 1948, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alterou as perspectivas institucionais sobre saúde definindo-a como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade. O que isso quer dizer? 
 
Quer dizer que saúde não pode ser alcançada olhando-se apenas para doenças, tampouco pensando-se apenas nos procedimentos destinados à cura e ao restabelecimento. A perspectiva da saúde são as pessoas, culturas e povos. 
 
É preciso chamar a atenção para o significado de, no conceito de saúde, encontrarmos a expressão “bem-estar”. Saúde está ligada não apenas a diagnósticos, medicamentos e intervenções, mas a sistemas de bem-estar funcionais e sustentáveis. Quer dizer que saúde se faz pensando em políticas de proteção social. 
 
Não é à toa que a Constituição Federal brasileira (art. 196) estabelece que saúde é “direito de todos e dever do Estado”, garantido por meio de políticas econômicas e sociais. Pela mesma razão, a Constituição alçou as ações e serviços de saúde, sejam eles públicos ou privados, à condição de serviços de relevância pública (art. 197).
 
Diferentemente do que muita gente acredita, a Carta Magna não fez isso de forma inconsequente, mas, ao contrário, consciente de que não se chega a um resultado satisfatório em saúde sem mecanismos de proteção social que dividam solidariamente os investimentos em prevenção, assistência e amparo ao envelhecimento.
 
Assim, o Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado num contexto de afirmação do direito à saúde de todos. É sempre bom lembrar que mesmo quem tem um plano de saúde não deixa de ser usuário do SUS, porque o sistema é responsável por diversas ações de prevenção e vigilância sanitária, bem como pelos atendimentos negados por planos de saúde.
 
Por isso, no Dia Mundial da Saúde, em que se celebra a data em que a OMS foi criada, é necessário relembrar que não se faz saúde de qualidade sem financiamento adequado e preservação das políticas de proteção social.

Avalie este conteúdo
  • Nenhum comentário, seja o primeiro.

Deixe o seu comentário


  • Caracteres restantes: 1000
  • 1. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.
  • 2. O Idec não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários, que não são revisados. Havendo necessidade, o Idec reserva-se o direito de eliminar comentários em desacordo com o propósito do site.
  • 3. Se, por mais de uma vez, forem descumpridas quaisquer regras contidas na presente Política ou forem verificadas ilegalidades, o comentário será automaticamente excluído do website do Idec. A qualquer instante, o sistema de inclusão de comentários poderá ser cancelado sem necessidade de aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
  • 4. Os comentários não poderão conter os seguintes itens: banners publicitários; websites que façam vendas online; material pornográfico; palavras de baixo calão; informação sobre atividades ilegais e/ou incentivo ao crime; atividades ilegais incluindo menores de 18 anos (de acordo com o disposto no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente); material depreciativo; ofensivo e/ou mentiroso; propaganda política referindo-se a candidatos, partidos ou coligações, bem como propaganda a respeito de seus órgãos ou representantes; utilização do serviço, desvirtuando sua finalidade, com o intuito de cometer qualquer atividade ilegal; convite à participação em atividades de concursos, correntes, lixo eletrônico, spam ou quaisquer mensagens periódicas ou não solicitadas (comerciais ou não) ou abusivas.
  • 5. A presente Política contendo as condições de uso dos comentários no website do Idec é regida pela legislação vigente da República Federativa do Brasil. Os usuários submetem-se ao Foro exclusivo da Comarca da Capital do Estado de São Paulo para dirimir quaisquer questões porventura incidentes.
  • 6 .O usuário deve fornecer informações verdadeiras, exatas, atuais e completas quando efetuar o registro no formulário para realizar um comentário. Essas as informações são protegidas por senha para a sua segurança e privacidade.
  • 7. Os usuários declaram concordar com todas as condições descritas acima.
Limite de 256 caracteres. Enviar por e-mail
Para:
Todos os campos são obrigatórios.

Filtrar por tema:

  • Revista

    Banda Larga Fixa

    Músicas virtuais, problemas reais

    Avaliamos os sites Escute, Sonora  e UOL Megastore,e constatamos práticas que desrespeitam os consumidores, como músicas que só rodam em determinado programa, cópias limitadas e bloqueio ao fim da assinatura do serviço

  • Enquetes

    Direitos do Consumidor

    Você já entrou com ação na Justiça por um problema de consumo?

RECEBA NOSSOS INFORMES
SIGA O
Linked.in RSS Twitter Facebook