• RECEBA NOSSOS INFORMES
  • 23 de fevereiro de 2017

Em Foco

Fique por dentro das atividades do Idec e das notícias de seu interesse

Filtrar conteúdo por tema:

tamanho do texto -A +A normal

Transportes 16 Fev 2017

Idec apresenta propostas de mobilidade urbana para o Programa de Metas de São Paulo

Em reunião com a Secretaria Municipal de Transportes, Instituto e organizações parceiras levaram sugestões para a melhoria do transporte coletivo e da segurança no trânsito da cidade


Na manhã desta quinta-feira (16), o Idec e outras organizações da sociedade civil apresentaram à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes propostas de mobilidade urbana para o Programa de Metas da cidade de São Paulo (SP).
 
O Programa de Metas é um programa de gestão da prefeitura e deve ser apresentado até 90 dias após a posse do prefeito, eleito ou reeleito. Nele são definidas as prioridades do governo, como ações estratégicas, indicadores e metas quantitativas para diversas áreas.
 
As sugestões das organizações, levadas durante a reunião do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito, são focadas nos principais eixos para a melhoria da mobilidade na cidade: transporte coletivo (implantação de mais corredores e faixas de ônibus, construção de novos terminais e limitação do aumento da tarifa, por exemplo); mobilidade a pé e por bicicletas (expansão da rede de ciclovias e de calçadas); segurança no trânsito (implantação de áreas de acalmamento de tráfego); redução da emissão de poluentes (cronograma de transição energética da frota de ônibus), entre outras iniciativas.
 
As pautas foram construídas junto com a Cidadeapé, a Sampapé a CicloCidade, o Greenpeace e o Cidade dos Sonhos, e se baseiam no Plano de Mobilidade Municipal de São Paulo, em acordos internacionais e em leis municipais, entre elas a Lei Municipal de Mudanças Climáticas.
 
“O objetivo das entidades é que a prefeitura se comprometa formalmente a cumprir as metas apresentadas”, diz o pesquisador em mobilidade urbana do Idec, Rafael Calabria. 
 
Até abril, a Prefeitura de São Paulo deverá abrir consulta pública para colher informações e sugestões sobre o Programa de Metas. Depois, deve ocorrer também uma audiência pública.
 
A Secretaria se comprometeu a marcar uma reunião para aprofundar a discussão das metas apresentadas. O Idec vai acompanhar todo o processo.
 
Metas propostas
Veja todas as propostas apresentadas pelo Idec e pelas organizações na reunião:
 
Transporte coletivo:
- 150 km de novos corredores e 110 km de faixas exclusivas de ônibus;
- estabelecer um projeto de informação aos usuário nos pontos de ônibus e um teto para o aumento da tarifa;
- implementar um cronograma de transição energética para a frota de ônibus municipais,
- construir 16 terminais de ônibus;
- requalificar a acessibilidade a integração com ciclistas e pedestres nos corredores de ônibus e pontes da cidade; 
 
Rede cicloviária:
- 425 novos km de rede cicloviária; 
- expandir e aprimorar a rede de bicicletas compartilhadas;
 
Rede de mobilidade a pé:
- estabelecer um planejamento estruturado para os pedestres na cidade;
- 1 milhão de m² de calçadas;
- ampliar o tempo de travessia de pedestres nos semáforos;
 
Segurança no trânsito:
- reduzir o índice de mortes no trânsito para 6 mortos por 100 mil habitantes; 
- implantar áreas de acalmamento de tráfego nos bairros; 
 
Participação e controle social:
- instalar fóruns regionais de mobilidade urbana nos Conselhos Participativos
das Prefeituras Regionais;
 
Espaço público:
- fortalecer e criar conselhos gestores locais do programa Ruas Abertas.

Avalie este conteúdo
  • Nenhum comentário, seja o primeiro.

Deixe o seu comentário


  • Caracteres restantes: 1000
  • 1. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.
  • 2. O Idec não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários, que não são revisados. Havendo necessidade, o Idec reserva-se o direito de eliminar comentários em desacordo com o propósito do site.
  • 3. Se, por mais de uma vez, forem descumpridas quaisquer regras contidas na presente Política ou forem verificadas ilegalidades, o comentário será automaticamente excluído do website do Idec. A qualquer instante, o sistema de inclusão de comentários poderá ser cancelado sem necessidade de aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
  • 4. Os comentários não poderão conter os seguintes itens: banners publicitários; websites que façam vendas online; material pornográfico; palavras de baixo calão; informação sobre atividades ilegais e/ou incentivo ao crime; atividades ilegais incluindo menores de 18 anos (de acordo com o disposto no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente); material depreciativo; ofensivo e/ou mentiroso; propaganda política referindo-se a candidatos, partidos ou coligações, bem como propaganda a respeito de seus órgãos ou representantes; utilização do serviço, desvirtuando sua finalidade, com o intuito de cometer qualquer atividade ilegal; convite à participação em atividades de concursos, correntes, lixo eletrônico, spam ou quaisquer mensagens periódicas ou não solicitadas (comerciais ou não) ou abusivas.
  • 5. A presente Política contendo as condições de uso dos comentários no website do Idec é regida pela legislação vigente da República Federativa do Brasil. Os usuários submetem-se ao Foro exclusivo da Comarca da Capital do Estado de São Paulo para dirimir quaisquer questões porventura incidentes.
  • 6 .O usuário deve fornecer informações verdadeiras, exatas, atuais e completas quando efetuar o registro no formulário para realizar um comentário. Essas as informações são protegidas por senha para a sua segurança e privacidade.
  • 7. Os usuários declaram concordar com todas as condições descritas acima.
Limite de 256 caracteres. Enviar por e-mail
Para:
Todos os campos são obrigatórios.

Filtrar por tema:

  • Enquetes

    Direitos do Consumidor

    Você já entrou com ação na Justiça por um problema de consumo?

  • Revista

    Banda Larga Fixa

    Músicas virtuais, problemas reais

    Avaliamos os sites Escute, Sonora  e UOL Megastore,e constatamos práticas que desrespeitam os consumidores, como músicas que só rodam em determinado programa, cópias limitadas e bloqueio ao fim da assinatura do serviço

RECEBA NOSSOS INFORMES
SIGA O
Linked.in RSS Twitter Facebook